[Setúbal] Jovem aparece morto após rusga policial

Atualização (18-03-15): O jornal Diário de Notícias anuncia a conclusão de um inquérito, ainda não divulgado publicamente. Segundo este, a morte de Nuno Pires terá sido provocada por queda e não por agressão.

Na madrugada de 20 de fevereiro, o jovem setubalense Nuno Pires falecia no hospital de Setúbal, após ter sido transportado por uma ambulância do INEM que o terá encontrado inanimado no chão, já em coma.

As suspeitas do homicídio recaem sobre dois agentes do PSP, que o terão abordado na rua. Não só a autópsia realizada aponta para lesões na cabeça provocadas ou por queda ou por cacetete, como o sistema de videovigilância da estação de CP de Setúbal terá captado imagens do diálogo dos dois agentes com Nuno Pires. Estes terão sido as últimas pessoas a vê-lo vivo. Antes de sucumbir aos ferimentos provocados pelas agressões, o jovem terá ainda enviado uma mensagem a uma pessoa, informando-a da ocorrência de uma rusga policial e, na sequência, da sua agressão.

Presentemente, o caso encontra-se sob investigação da Polícia Judiciária (PJ), após um familiar ter apresentado queixa junto da autoridade policial. O Comando Distrital de Setúbal da PSP abriu igualmente um processo de averiguações. No passado domingo, dia 9 de março, dezenas pessoas saíram às ruas com o objetivo de exigir esclarecimentos e respostas da parte das autoridades policiais e judiciais.

Notícias publicadas sobre o tema: Indymedia (1, 2) / Setúbal TV / Diário de Notícias (1, 2) / Diário Digital / Correio da Manhã / Jornal i   

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s